Quem está mais interessado em ter um canal de reclamações/ética na empresa?

Certamente a resposta fácil é a pergunta negativa, quem não está interessado?, quem cometer um crime será melhor protegido se não houver um canal interno de queixas. Tentaremos dar uma resposta mais precisa a Quem estão mais interessados em ter um canal de reclamações/ética na empresa?

Mas aqueles que estão mais interessados, certamente há várias pessoas especialmente interessadas.

  1. Os sócios e acionistas de uma empresa, que não querem que seja cometido por ninguém.
  2. Os administradores e gestores,que se estabelecerem os protocolos adequados, incluindo o canal de reclamações, não serão responsáveis pelos crimes que possam ser cometidos por um membro da organização sem que tenham conhecimento. Isto é muito importante, porque se a gestão da empresa atua com uma cultura ética e transparência, é o primeiro interessado em qualquer pessoa na organização não fazê-lo da mesma forma, e o canal ajudará a evitá-lo. Se são os administradores ou gestores que já atuam incorretamente, são os restantes colaboradores que mais estão interessados na existência deste canal de reclamações.
  3. Os responsáveis pelo Compliance/Compliance Officer. Uma das ferramentas básicas de qualquer Oficial de Conformidade é o canal de reclamações. Normalmente, se este papel existe na sua organização, é muito provável que o canal já exista. Mas se não existe, é a primeira coisa que deve implementar.
  4. Os responsáveis pela compra/contratação. Especialmente se as compras forem efetuadas com a administração pública, devem ser estabelecidos os protocolos adequados para garantir que sejam tomadas as medidas adequadas e que não haja indícios de corrupção. A inexistência de um canal de reclamações poderia fazer com que determinados processos de contratação fossem realizados, o que nos indica que algum diretor não está correto e, posteriormente, sem provas, teria de responder ao responsável pelas compras do ato incorreto realizado. A mensagem é, não aconteça a barcenas ou outros comandantes pp… certamente fizeram o que lhe disseram, mas são eles que estão a pagar o preço.
  5. A gestão intermédia que gere contratos, subvenções, vendas, comissões,… Às vezes fazem o que o chefe lhes diz, sem pensar se está certo ou se estão a cometer um crime.

E certamente, qualquer empregado,que age de forma honesta e ética e não quer estar envolvido desnecessariamente num crime que possa cometer com base nas instruções de um terceiro.

Com a nova diretiva europeia Diretiva (UE) 2019/1937 DO PARLAMENTO Europeu e do Conselho, na ausência da transposição espanhola com as correspondentes nuances, as empresas (para além da administração pública) de 50 ou mais trabalhadores ou mais de 10MM de faturação serão obrigadas a implementar um canal de reclamações anónimas. Em menos de 3 anos, uma empresa que não tem um canal de reclamações, será claramente uma empresa que, por alguma razão, parece esconder algo, e pouco a pouco, juntos conseguiremos que ninguém queira trabalhar num ambiente pouco ético e transparente.

ithikios,é o canal saas de reclamações para PME, uma ferramenta que implementa os regulamentos dos canais de reclamações e que é rapidamente implementada em qualquer organização para facilitar um dos elementos-chave do cumprimento, o canal de reclamações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.